À vista ou a prazo?

Um  dos  problemas mais comuns no nosso dia-a-dia é a decisão entre comprar à vista ou a prazo. As lojas costumam atrair os consumidores com promoções diversas como esta:

20% DE DESCONTO À VISTA OU EM 3 VEZES SEM ACRÉSCIMO

Para o consumidor, qual é a melhor opção? É claro que, se ele não dispõe no momento da quantia necessária para o pagamento à vista, não há o que discutir.  Mas, mesmo que ele disponha do dinheiro para comprar à vista, pode ser que ele prefira investir esse dinheiro e fazer a compra a prazo. A decisão nem sempre é a mesma para todos, mais convém uma análise sobre a situação, antes de realizar a compra.

Não há regra que defina se o melhor é comprar a prazo ou à vista. Essa decisão depende da situação financeira, da necessidade de comprar, do planejamento de gastos e dos juros cobrados pelo financiamento.

Mas como os juros me afetam?

Podemos definir que os juros são valores que você paga para antecipar uma compra que só poderia ser feita no futuro. Por isso, os juros aumentam o valor total que você paga, mas tornam a compra possível. De certa forma causa um impacto menor no orçamento por estarem divididos em prestações.

Exemplo:
Um eletrodoméstico por R$ 1.000,00 à vista ou em 12 X de R$ 100,00, sem entrada. Na ponta do lápis: 12 X R$ 100,00 (quantidade de parcelas vezes o valor da prestação) é igual a R$ 1.200,00. Ou seja, R$ 200,00 são os juros do financiamento (já com a remuneração do agente financeiro e os custos da operação).

Comprar parcelado sempre é a melhor opção?

A compra a prazo ou parcelada é uma boa opção quando você não possui reservada a quantia para comprar o produto, sendo que a aquisição é mais que necessária. Ou quando não desequilibra quanto você ganha em relação a quanto você gasta. Coloque cada nova prestação em suas contas, mesmo as pequenas, que podem parecer insignificantes, mas que fazem uma grande diferença quando são somadas a todas as suas contas.

E quando a compra à vista é mais vantajosa?

A compra à vista é vantajosa quando você possui reservas para pagar o valor total do produto e quando você consegue um bom desconto, em 99% dos casos da relação entre comerciante e consumidor, a possibilidade do desconto no produto existe e normalmente, o consumidor consegue uma boa redução no valor de etiqueta, caracterizando uma negociação vantajosa, tanto para o consumidor com o seu poder de compra em alta, como para o comerciante com dinheiro em caixa. Outra vantagem é não comprometer uma parte da renda durante vários meses.

Mais cabe a você tomar essa decisão, apenas faça sua própria análise.

Quero deixar registrada uma frase que pode nos ensinar muito. “Na dúvida, não ultrapasse”.

 

Carlos Correia é amigos e colaborador do Cada Dia. Atua no setor RH e Financeiro e palestrante sobre finanças pessoais.

Picture of Pericles Ramos

Pericles Ramos

Olá, sou Pericles Ramos, sou Terapeuta Familiar e Palestrante na área da Família, formado em Filosofia e Teologia. Há 27 anos, escrevo artigos para sites e apresento programas em várias rádios.

Compartilhe nas mídias:

Comente o que achou:

Indicações de livros na Amazon

Ajude o Site da Família arcar a com seus custos,
comprando por meio de nossos links!

Outros Artigos

Seminário sticks-with-paper-hearts-clew

Seminários de Família: Unindo Laços, Construindo Lares

Nos dias 4, 11, 18 e 26 de abril, teremos uma programação especial e TOTALMENTE GRÁTIS com foco nos relacionamentos....

Emancipação Intelectual e Educação Popular

O objetivo deste texto é desenvolver uma reflexão a respeito de uma ação educativa popular, em uma das maiores favelas...

aprendendo amar

Vivendo e Aprendendo Amar

Há uma certeza com a qual devemos conviver sempre: somos seres curiosos de nós mesmos. E principalmente, somos seres curiosos...

Multiplicação dos pães e peixes.001

Milagres de Jesus – Jesus alimenta 5 mil pessoas

Jesus se compadeceu da multidão faminta e supriu a necessidade com um milagre. Hoje ele também nos contempla e deseja...

Receba nossos conteúdos diretamente
no seu E-mail

Veja nossas Playlists no Youtube